Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SEMINTENDES

Lendo, vê Semintendes...

Lendo, vê Semintendes...

SEMINTENDES

13
Abr06

Cónego Manuel Fernandes Nogueira: um profeta no século passado

lamire

Em edição da Gráfica de Coimbra e publicado pelo Cónego A. Brito Cardoso, acaba de sair mais um número da colectânea FIGURAS DA IGREJA NA DIOCESE DE COIMBRA, este a apresentar essa figura ímpar que foi o Cónego Manuel Fernandes Nogueira.

Não sei até que ponto ajudei também o Cónego Brito Cardoso a empenhar-se nesta tarefa, pois algumas vezes lhe disse ser uma pena que ninguém desse a conhecer a obra do Cónego Nogueira.

Com origens, também eu, na serra do Açor, tendo convivido com antigos alunos do «Colégio» fundado no Piódão em 1886 pelo então Pároco enco­mendado M. Fernandes Nogueira, co­nhecendo muitas aldeias serranas quando não tinham estrada e para as quais o único transporte era o dorso das cavaletas, compreende-se perfeitamente que quisesse saber mais sobre o «profeta» que anunciou a Palavra por aquelas redondezas e se atreveu em são cometimento, a criar, no Píódão dessa altura, um Centro de estudos por onde passaram centenas de pessoas ilustres que trilharam rumos diferentes na vida.

Nas páginas do Correio de Coim­bra, em Setembro de 1941, escrevia o Dr. Liberato do Nascimento Tomé a propósito de uma homenagem que os antigos alunos prestaram ao seu queri­do professor no Santuário de Nossa Senhora das Preces: «reuniu-se... um grande número desses antigos alunos. Nos olhos de todos via-se estampada a alegria que lhes inundava a alma. Da competência do mestre dava testemunho o triunfo pela vida fora dos seus discípulos ali presentes; do mestre de almas, do condutor de consciências, davam testemunho os fiéis que têm ouvido os seus conselhos e por eles orientaram a vida».

A. Brito Cardoso refere a sua ac­ção como Director Espiritual do Se­minário de 1919 a 1932, o serviço de Capelão das Urselinas, primeiro, e dos Moinhos (Miranda do Corvo) depois e realça, com entusiasmo, o seu jeito para a arte bem documentado nos altares da capela de Nossa Senhora de Lurdes, no Seminário Maior de Coimbra, o velho altar da capela do Seminário da Figueira da Foz ou da capela dos Moinhos, o da Capela da Casa de Retiros (aos Lóios) e sobretudo a Igreja Paroquial do Piódão.

Está de parabéns o Dr. Brito Car­doso por mais esta publicação sobre um homem que fazia falta na galeria das figuras notáveis da Igreja de Coimbra.

 ----------------

in: Correio de Coimbra, 13abril06

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D