Sábado, 4 de Fevereiro de 2006

Homenagem

Sem menosprezo para os actuais, o certo é que, há uns anos a esta parte, as “grandes” instituições tinham à frente, a dirigi-las “grandes” homens.
Talvez possamos concluir, sem arriscado perigo de errar, que talvez a grandeza delas se ficasse a dever, senão em exclusivo, pelo menos na sua maior parte, à grandeza deles.
Conheci no Seminário da Figueira da Foz, que frequentei durante cinco anos, um único Reitor, o Cónego Tomás Francisco Póvoa.
Que sem prejuízo dos outros, reconheço tinha por mim um certo carinho, dada a proximidade das terras onde nasceramos e a amizade com familiares meus.
Pois bem, a memória deste sacerdote, infelizmente já falecido, vem-me de quando em vez à memória.
E não é caso para menos.
Não fui aluno do “Rocha” nem tive a honra de privar com o Cónego Álvaro Quintalo.
Pena minha!
Mas pelo que tenho ouvido, desde que há mais de duas décadas cheguei à cidade da Guarda, ambos, curiosamente, “Cónegos”, teriam muitas semelhanças.
E se do Cónego Quintalo não posso falar por desconhecimento factual, pessoal, direi acerca do Cónego Póvoa, que, encarregado da regência de algumas disciplinas, quando faltava qualquer professor e havia disponibilidade da sua parte, era vê-lo entrar pela sala de aulas, fazer-se imediata e cirurgicamente silêncio e ele, perguntar com o ar mais sério deste mundo, “então onde é que vão?”.
Alguém dizia que a História íamos em tal parte, a Geografia idem, a Latim aspas aspas, a Ciências Naturais aqui e a Português acolá.
E até na Matemática ele continuava o programa, com alguma “dificuldade” diga-se ( e que perdoe, lá onde está, se estou errado) apenas na Geometria.
Que na álgebra não havia problemas.
Dizem-me que o Cónego Quintalo era também assim.
Um e outro já não pertencem ao mundo dos vivos.
Atribuir a uma rua o nome de uma pessoa tem, pelo menos dois desideratos: facilitar a identificação da rua e homenagear a pessoa.
Ouço que é ideia dar o nome do Cónego Quintalo a uma rua da cidade.
Façam-no com a merecida pompa e circunstância e possível brevidade, mas… a uma rua “digna”; não estilo “Zeca Afonso”.
...........
José Relva, in Notícias da Guarda

publicado por lamire às 04:39
link do artigo | comentar | favorito
|

.SIC

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.links

.pesquisar

 

.artigos recentes

. Exposição de Desenho, esc...

. XVIII Encontro SIC em Pom...

. Nesta noite de Natal

. Cónego Adriano Santo: Obr...

. Parabéns duplicados

. Faleceu o Celestino Mende...

. Pai de Padre Luís Leal, P...

. Padre de Lúcia já é bispo

. Operação Permanente de So...

. 17 encontro dos ex aluno...

. Religião: D. João Lavrado...

. AIC homenageia Cónego Adr...

. Centenário de Mons. Raul ...

. Cónego Dr. Manuel Paulo f...

. Al-BAIÄZ, Associação de D...

. Grupo de Ex funda OPS com...

. João Dias na despedida de...

. Família de quatro vive se...

. 25 anos de Bispo

. Reconhecimento Merecido

. Testemunhos vivos

. Bodas de ouro sacerdotais...

. Programas de Solidariedad...

. Ex.s - DEZ MANDAMENTOS

. Recado do Papa aos Bispos

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.temas

. todas as tags

.subscrever feeds